INTERCÂMBIO, COMUNICAÇÃO E CONEXÃO

Tomada a atitude de organizar sua ação individual local ofereça espaço a outras pessoas, bandas, ativistas, tudo em sistema de intercâmbio. Traga a sua banda aqui no nosso esquema e em troca você leva a nossa para o seu, por exemplo. O mesmo com circuitos de palestras, peças, debates, exposições. Crie uma rede de pessoas que não furam e que estejam dispostas a cooperar e amplie cada vez mais. Esse intercâmbio sempre foi o pilar de sustentação da cena independente, sempre foi o que possibilitou turnês de bandas independentes, organização de manifestações, troca de informações e etc. Não há motivos para crer que nos dias de hoje seja diferente.

Particularmente eu acho que as bandas são o ambiente mais frutífero para semear essa nova atitude na cena independente. Explico: são pessoas que já tem um interesse comum (música) e que já se reunem de tempos em tempos para um propósito comum (ensaios). Se as bandas começarem a produzir de maneira consistente algo a mais do que música e a trabalhar com as pessoas que naturalmente se agrupam em torno de seu trabalho (fãs), acredito que a tendência seja que todo esse novo espírito se espalhe com muita rapidez. Faça um zine de sua banda! Organize seus próprios shows e faça intercâmbio com outras bandas! Incentive as pessoas ao redor a formarem novas bandas e terem o mesmo tipo de atitude! É claro que a cena não deve se limitar as bandas mas acredito ser um bom começo, entre os inúmeros outros bons começos e boas idéias que devem surgir.

A internet é a ferramenta mais maravilhosa que surgiu nos últimos tempos. Aumentou muito a velocidade do que antes organizávamos através de cartas e assembléias que levavam muito espaço de tempo para acontecer. E ainda assim parece que as coisas aconteciam bem mais quando não tínhamos esse benefício. Pense. Use a ferramenta a seu favor. Localize e conspire junto com pessoas que tem os mesmos propósitos que você. Ofereça ajuda, espaço, trabalho em troca de intercâmbio. A internet pode ajudar a construir um novo circuito de cultura livre em bem menos tempo do que imaginamos!

O mais importante é usarmos toda essa nova estrutura de indivíduos interessados em agir para receber e educar novas pessoas, sejam elas antigas ou recém chegadas no meio independente. Faça conexões, pegue email, msn, twitter, facebook, mantenha as pessoas informadas das atividades que estão acontecendo e, principalmente, INCENTIVE a participação e a formação cultural. Não somos donos nem heróis de porcaria nenhuma, nem uma brigada de liderança de nada. Só pessoas interessadas em agir e por benefício próprio! Não devemos ter ciúmes do que temos e sim querer um levante generalizado sem controle algum. O sentimento de heroísmo e liderança nada mais é do que a presença do Estado dentro do indivíduo.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A VITÓRIA, OU COISA QUE O VALHA

Nos anos 80 a “cultura de rua” do punk brasileiro manteve o meio independente ligado aos princípios anarquistas, e estes, por sua vez, mantiveram no independente um ambiente de cooperação, solidariedade, auxílio mútuo e intercâmbio cultural. Muitos daqui olham para os anos 80 apenas sob o espectro negativo das gangs e da violência gerada pela falta de informação que gerou muita coisa ruim apoiada sobre mentiras e distorções, mas se esquecem que em paralelo a isso muita coisa boa resistiu e aconteceu, mesmo que a mídia e o Estado tentassem encobrir tudo com futilidades, rivalidades e brigas.

Na Europa o movimento punk e anarquista construiu e manteve um circuito squatter que por anos abrigou bandas, grupos de militância, ativistas, artistas, fornecia hospedagem, experiências de convívio e de vida em novas formas de organização. Muito disso ainda existe e resiste até os dias de hoje. Hoje não há falta de informação, basta uma simples pesquisa na internet para ver tudo o que continua acontecendo ao redor do planeta. Hoje o Estado não pode usar a mídia para relacionar o punk e o independente à violência em propósito e a burrice das brigas de gang. A informação está aí, o twitter derruba governos e temos que usar tudo isso ao nosso favor.

Para construir uma nova cena independente é necessário fortificar os princípios que mantiveram o espírito de resistência sempre presente e vivo entre a juventude. E é claro que criar uma nova cena não será jamais um objetivo final, pelo menos não para mim, mas é um passo necessário para quem necessita desse ambiente vivo para respirar. E saibam desde já que será um grande trabalho que vai tomar tempo em suas vidas, que vai exigir muito esforço e muita dedicação. E principalmente que construir essa nova cena vai exigir uma mudança imediata e concreta de pensamentos e atitudes entre as pessoas dispostas a realizar essa transformação.

Mas é possível. Da mesma maneira simples que é possível você criar uma música, gravar uma música, colocar ela de casa mesmo na internet ou lançar sua demo. Da mesma maneira simples que é possível afastar as coisas da garagem e fazer um show em seu quintal, juntando a aparelhagem dos amigos. É possível. Só vai exigir mais dedicação e empenho. Mas não deixa de ser simples. Eduque para ter pessoas mais cultas a seu redor. Abra caminhos para ter espaços. Levante de sua cama para dar passos para fora de sua casa e mudar as coisas ao seu redor. É só querer, acreditar e começar.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário